Homenagem na Serra do Carvalho - 10/07/2022

Realizou-se no passado sábado, dia 10 de julho de 2022, mais uma homenagem aos 8 pilotos falecidos no acidente da Serra do Carvalho em 1 de Julho de 1955 (há 67 anos), quando no dia da Força Aérea colidiram com esta serra, num dia de má visibilidade voando a baixa altitude. Foi o acidente mais trágico da Força Aérea Portuguesa.

Este evento, com participação alargada da população do Carvalho, do Núcleo de Coimbra e da Autarquia, tinha sido interrompido no período em que a pandemia atingiu o país, apenas se registando nessa altura a presença da Força Aérea.

É sempre arrepiante voltar a este lugar, relembrando tudo o que aconteceu e como teria sido terrível aquele dia, que marcou para sempre as memórias daquelas gentes do Carvalho e das famílias dos pilotos acidentados.

 

Começou com a habitual missa campal, celebrada pelo Sr. Capelão Jorge Almeida com a presença do C.E.M.F.A. General Cartaxo Alves e de altas patentes da FAP no activo e na reserva, do Presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Poiares Dr. João Miguel Henriques e outros autarcas da região, do Presidente Nacional da A.E.F.A., João Carlos Silva, do Presidente do Núcleo de Coimbra da A.E.F.A., Jovino da Chão e alguns familiares dos pilotos falecidos. De registar também a presença do Presidente-Adjunto e do Vice-Presidente Nacional, respectivamente Jorge Couto e Felizardo Bandeira, do Tesoureiro e do Secretário do Núcleo de Coimbra , respectivamente Pedro Figueiredo e Armando Seguro, uma delegação do Núcleo de Lisboa e muitos Especialistas de Coimbra e não só.

 

No final da missa houve a deposição de coroas de flores, no monumento que simboliza o acidente. Naquele momento, sobrevoaram o local quatro aviões F-16, que como sempre fazem estremecer os nossos corações.

 

Encerrada a parte religiosa, todos nos deslocámos para o Pavilhão, situado um pouco mais a baixo, onde foi servido o almoço, tendo como prato base a conhecida e gostosa Chanfana.

No final do almoço, discursaram o Presidente Nacional da AEFA, o Presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Poiares e o C.E.M.F.A..

 

Nesta ocasião, o Presidente Nacional teve oportunidade de realçar a significativa e sentida homenagem realizada nessa manhã aos que pereceram no fatídico acidente de 1 de Julho de 1955 e em que todos os presentes cumpriram o “Dever de Memória”. Realçou ainda a relevância da realização deste fraterno encontro no Centro de Convívio do Carvalho, agradecendo em nome da Associação de Especialistas da Força Aérea, a todos os presentes, nomeadamente à Força Aérea Portuguesa, na pessoa de sua Excelência o C.E.M.F.A., por assinalar e permitir a todos dizer presente, com enorme dignidade e respeito, nesta efeméride, à Câmara Municipal de Vila Nova de Poiares, representada ao mais alto nível pelo seu Presidente do Executivo, Presidente da Assembleia Municipal e Vereadoras e demais autarcas, ao Centro de Convívio do Carvalho por uma vez mais nos receber de forma superior neste seu espaço e por nos brindar com uma extraordinária especialidade da região, à população do Carvalho por sempre dizer presente nesta cerimónia e por se associar a esta confraternização.

Ressalvou ainda uma palavra especial para os amigos e companheiros do Núcleo de Coimbra da AEFA, dirigentes e associados, que ano após ano fazem questão de dizer presente e colaborar ativamente nesta cerimónia e nesta confraternização que aqui nos une a todos.

 

Sentimos muito a falta de rostos, que durante muitos anos estiveram presentes nestas cerimónias.

Alguns jamais voltarão, porque partiram para sempre. Outros, por razões familiares e de saúde não puderam estar, mas, não ficaram esquecidos.

Para o ano, se nos for permitido, contamos tê-los de volta.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Texto (adaptado) e Fotografias: Augusto Ferreira

Fotografias: Jovino da Chão, João Carlos Silva

 


12 de julho de 2022


Voltar

  COPYRIGHT © 2022 FAP - DCSI - WEBTEAM