Cerimónia evocativa na Serra do Carvalho

A Força Aérea prestou, no dia 5 de julho, uma homenagem aos oito pilotos que no dia 1 de julho de 1955 perderam a vida na Serra do Carvalho, em Vila Nova de Poiares, durante a execução de uma manobra integrada nas comemorações do 3.º Aniversário da Força Aérea como Ramo independente.

A cerimónia constou numa passagem de uma esquadrilha de F-16M e na deposição de uma coroa de flores no local do acidente.

A Associação de Especialistas da Força Aérea esteve presente na cerimónia através do Vice-presidente nacional Felizardo Bandeira e dos dirigentes do Núcleo de Coimbra , Jovino da Chão e Manuel Miranda que procederam à deposição de uma coroa de flores na base do monumento que evoca tão infausto acontecimento.

 

 

No maior respeito pelas regras sanitárias estabelecidas a Força Aérea Portuguesa quis evocar este evento ao qual a nossa Associação e em particular o Núcleo de Coimbra têm dado o seu melhor apoio, mas é determinante cumprir as responsabilidades sociais, quer da Força Aérea Portuguesa, quer da Associação de Especialistas da Força Aérea.

 

Por isso, a nossa Associação não foi convidada para o evento, mas antes, informada da realização do mesmo tendo em consideração o nosso empenho na consolidação desta homenagem aos pilotos falecidos na Serra do Carvalho a 1 de julho de 1955.

 

Foi com enorme pesar, mas, também, com grande sentido de responsabilidade que o Núcleo de Coimbra não promoveu o habitual almoço.

 

 

Estamos certos que o grande desejo dos nossos associados é o retomar das nossas atividades. Fá-lo-emos assim que a situação epidemiológica o permita. Até lá continuaremos a ser responsáveis para nossa própria defesa e para defesa dos nossos semelhantes.

 

Fotos gentilmente cedidas por: FAP/RP/Repartição de Audiovisuais

Ler Mais...

NOTÍCIAS

Outras notícias

  COPYRIGHT © 2020 FAP - DCSI - WEBTEAM